• Bruna Zimmermann

COMO É A PSICOTERAPIA?

Atualizado: 29 de jan.

MAIS QUE TÉCNICA, É ESCUTA. MAIS QUE FALA, É ENTREGA.


Quando digo às pessoas que sou psicóloga, tem gente que arregala o olho interessado para saber como é, já contando a vida para pedir algum conselho, ou às vezes tímido por achar que vou “analisá-lo”, ou com medo por achar que vou diagnosticá-lo... Enfim, isso sempre acaba provocando diversas reações, tanto positivas, como negativas, pois a psicoterapia, ainda hoje, é um tabu.


Mas não, ela não é para loucos, não vou receitar medicação, não vou julgar nem contar para alguém sobre qualquer situação contada no ambiente terapêutico. Além disso, também não tenho um divã para os pacientes deitarem, não vou dar palpite nenhum, nem dormir enquanto ouço uma história.


A psicoterapia é um processo com sessões semanais, onde cada paciente tem um dia e horário para chamar de seu, e ali ele se propõe a contar e refletir sobre sua vida. Como psicóloga, me defino como uma facilitadora, cuja escuta é meu maior instrumento de trabalho, pois é a partir dela que vão surgir análises e intervenções, no sentido de auxiliar pacientes a seguir um caminho mais saudável e de maior bem-estar psíquico e emocional.

Meus atendimentos psicoterapêuticos atuam com duas principais demandas:

  • Sexualidade- Em casos de dificuldade para sentir prazer e/ou atingir o orgasmo, falta ou excesso de libido, dependência em pornografia, traumas e/ou abusos, dificuldades na relação ou novos formatos de relacionamento, questões relacionadas à identidade de gênero etc. Ou ainda, para lidar com a sexualidade em fases específicas da vida, como: durante a gravidez ou puerpério, pais que buscam orientação na educação sexual dos filhos, pré ou pós cirurgias de modificações corporais ou redesignação sexual, no processo de envelhecimento etc.

  • Perinatalidade- Com mães/cuidadores que precisam de espaço para falar sobre tentativas de gestação, abortos, perdas gestacionais, estigmas da sexualidade e maternidade, dos desejos e medos acerca das possibilidades de parto, das fantasias e dificuldades do puerpério, da amamentação, da vinculação com o bebê etc.


Não precisa resistir na busca por um terapeuta para encarar suas angústias, pois é ele quem pode facilitar esse processo. A psicoterapia é um lugar acolhedor e seguro para auxiliar nessa caminhada de autoconhecimento e desenvolvimento, nas diversas fases da vida. Para isso, o psicólogo é um profissional treinado na arte de ouvir, refletir e desconstruir padrões psíquicos e comportamentais. Basta ter coragem de mergulhar em si mesmo.


Vamos fazer psicoterapia?







104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo